Elon Musk recua em acordo bilionário e desiste de comprar o Twitter

Segundo o empresário, a rede social violou parte das cláusulas previamente estabelecidas; acordo de aquisição havia sido assinado em abril e estipulava uma transação de US$ 44 bilhões

  • Por Jovem Pan
  • 08/07/2022 18h50 - Atualizado em 08/07/2022 19h18
Brendan Smialowski/AFP - 09/03/2020 Elon Musk, fundador da SpaceX, fala durante o Satellite 2020 no Washington Convention Center em Washington, DC. Elon Musk havia assinado um acordo para compra do Twitter em abril deste ano, numa transação de US$ 44 bilhões

O empresário Elon Musk deseja encerrar o acordo de compra do Twitter. Em documento entregue à rede social, o bilionário expressa seu desejo de desistência do acordo de US$ 44 bilhões para a aquisição da empresa. A justificativa dada por Musk é a de que o Twitter violou “materialmente” múltiplas cláusulas estabelecidas em contrato e que é possível que a plataforma tenha um número maior de bots e contas de spam do que o anunciado publicamente. O acordo inicial foi assinado no dia 25 de abril e nele havia incluso um pedido do homem mais rico do mundo para que a empresa compartilhasse o número de contas falsas e de spam. Musk também ressaltou que o Twitter não conduziu as negociações de maneira “regular” – o que resultaria em uma violação no contrato de compra. Segundo o CEO da Tesla, a rede social demitiu dois funcionários de alto escalão e um terço de sua equipe de talentos durante as negociações.

“Por quase dois meses, Musk buscou os dados e informações necessários para fazer uma avaliação independente da prevalência de contas falsas ou spam na plataforma”, explica Musk em carta publicada nesta sexta. “Esta informação é fundamental para o desempenho financeiro e comercial do Twitter e é necessária para consumar as transações contempladas pelo Acordo de Fusão e o Twitter falhou ou se recusou a fornecer essas informações”, pontua o recado. Bret Taylor, presidente do conselho da rede, respondeu o bilionário e alegou que a empresa pretende buscar uma ação legal para que a transação seja concretizada.