Estudo mostra que Brasil é um dos principais alvos de ataques virtuais na América Latina

Mapeamento de empresa especializada em segurança cibernética mostra que crime mais detectado foi o de phishing, que consiste em práticas para enganar usuários e obter dados pessoais

  • Por Jovem Pan
  • 06/12/2021 16h33 - Atualizado em 06/12/2021 21h35
Andrej Cukic/EFE/EPA - 04/10/2021 Parte de cima do smartphone, com os ícones do Facebook, do WhatsApp e do Instagram Perfis falsos em redes sociais também aparece como uma das ameaças mais detectadas no levantamento

Um mapeamento realizado pela empresa Appgate, especializada em segurança cibernética, apontou o Brasil como um dos principais alvos de ataques virtuais na América Latina. Equador, Colômbia e Argentina também encabeçam a lista. Segundo a empresa, mensalmente são neutralizadas quase mil ameaças no país. O principal crime detectado é o de Phishing (50%) – prática utilizada para enganar pessoas e obter dados pessoais -, sendo seguido por Perfis Falsos em redes sociais (25%), redirecionamento para phishing (17%) e aplicativos móveis falsos (7%). O diretor de vendas da Appgate no Brasil, Marcos Tabajara, afirmou que “Um ponto-chave que chama a atenção é a necessidade de as organizações caminharem para modelos de autenticação que gerem melhores experiências e resolvam necessidades no mundo digital e físico. Importante registrar o aumento de clientes que estão desenvolvendo suas estratégias a partir do uso de autenticações push na região, um avanço em experiências omnichannel e de segurança para os clientes”. Após o mapeamento, a empresa também recomendou ações para combater fraudes e crimes virtuais. Dentre eles, estão o monitoramento de ameaças digitais e a proteção de portais e aplicativos que envolvam transações. O aumento da autenticação para identificar usuários e a análise de risco para encontrar anomalias em perfis de usuários também são recomendados pela Appgate.