Bruno Garschagen: Liberar visto para chineses pode criar problema sério

  • Por Jovem Pan
  • 25/10/2019 09h32
PixabayO Brasil vai isentar chineses de visto, mesmo sem reciprocidade - conforme anunciou Jair Bolsonaro

Para estimular o turismo, Brasil vai isentar chineses de visto mesmo sem reciprocidade. A medida que facilita a entrada no Brasil de mais de um milhão de pessoas foi anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro em viagem à China.

“Essa mudança de posição do presidente Bolsonaro ainda é um mistério. Durante a campanha e no início do Governo ele fez várias críticas à China, disse que os chineses estavam comprando o Brasil e que era preciso tomar muito cuidado. Muitas entidades empresariais, inclusive, viam com muito temor essa declarações contrárias à China porque elas poderiam prejudicar as relações comerciais.”

“Ontem o presidente disse de forma muito equivocada que estava em um país capitalista. A China não é um país capitalista, é um país comunista que permite uma economia de mercado bastante singular – completamente controlada pelo partido comunista chinês. Isentar os chineses de visto, não sei ainda quais os critérios que seriam adotados. Mas, nesse caso, de qualquer forma se não houver critérios para a entrada de chineses, pode criar um problema sério. A China sendo comunista e tendo papel importante na geopolítica pode usar essa abertura para colocar gente aqui e, de alguma forma, usar o Brasil como forma de expansão geopolítica. É preciso ter cuidado para analisar a isenção de visto aos chineses.”