Denise: Aumento no preço da carne acelera inflação de novembro para 0,51%

  • Por Jovem Pan
  • 06/12/2019 10h13
Divulgação/AbiecSetor de alimentação foi responsável por 0,18 ponto percentual da alta

A inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), registrou alta de 0,51% no mês de novembro, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira (6) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse é o maior valor para o mês desde 2015, quando a taxa avançou 1,01%.

Dos sete grupos pesquisados pelo IBGE, cinco registraram alta. Os setores de alimentos e habitação, no entanto, foram os principais responsáveis pelo aumento no índice – principalmente o de alimentos que, com a escalada do preço da carne, teve aumento médio de 8%, correspondendo a 0,18 ponto percentual (p.p) desse aumento de 0,51% da inflação.

O valor da carne está em alta, principalmente, pelo forte aumento de explorações para a China, que pressiona não só a carne bovina, mas todo o complexo do alimento, já que começa a ter reajustes para suprir a demanda e compensar o preço mais alto.

Já na habitação, a alta foi puxada pelo preço das contas de luz. Em novembro, a bandeira tarifária mudou de amarela para vermelha, fazendo com que o setor fosse responsável por 0,11 p.p da alta de 0,51%.