Vinho e chocolate: Uma combinação perfeita e inusitada

Ao eleger a bebida para acompanhar o cacau, pense da doçura e na acidez do vinho: que ele seja doce e ácido ao mesmo tempo e, mais, se tiver um toque cítrico, pode ser melhor ainda

  • Por Esper Chacur Filho
  • 20/11/2020 10h00
03/06/05 - SEBASTIÃO MOREIRA/ESTADÃO CONTEÚDO/AE/Chocolates e bombons podem harmonizar com um bom vinho

Difícil encontrar alguém que não aprecie chocolate ou sobremesas que o tenham como base. Agora, qual tipo de vinho vai bem com chocolate? Mais ainda: vinho combina com chocolate? Ao meu ver, vinho combina com tudo, assim não tem o porquê de excluir a dupla chocolate-vinho. Tanto assim é verdade que na França se produz um vinho do qual se diz que é o melhor par para o chocolate: seu nome é Banyuls e é um vinho fortificado da região de Languedoc. Entretanto, há outros vinhos, mais fáceis de serem encontrados, que combinam muito bem com chocolate. Ao eleger a bebida para acompanhar o cacau, pense da doçura e na acidez do vinho: que ele seja doce e ácido ao mesmo tempo e, mais, se tiver um toque cítrico, pode ser melhor ainda. Se for um chocolate meio amargo, além do próprio Banyuls, eu pensaria num Jerez Pedro-Ximenes ou um Porto Tawny já um pouco envelhecido; porém não excluiria um late harvest chileno da casta moscatel.

Já para o nosso chocolate ao leite eu escolheria um Passito do sul da Itália (especial foco ao Passito de Pantelleria) ou um Recioto, este do norte da Itália, ou mesmo um Torrontés late harvest argentino, que costuma ser bem acessível ao bolso do consumidor. E, para nossos leitores, vão algumas sugestões de rótulos: o citado Banyuls Rouge recomendo o da M. Chapoutier, importado pela Mistral; um bom late haverst chileno moscatel é o Vistamar Late Harvest, da Grand Cru; Porto Tawnny sugiro o Dow’s Port Tawny, de importação da Portus Cale; a Mistral importa um excelente Recioto, ainda que de custo elevado, o Recioto della Valpolicella Casotto del Merlo; um colheita tardia Torrontés bem interessante é o que a Cantu traz para o Brasil, o Susana Balbo Signature Late Harvest Torrontés; e um Passito que recomendo é o Cantine Pellegrino Nes D.O.P. Passito di Pantelleria, distribuído pela loja virtual Wine. Agora, se de todo restar a dúvida, escolha um espumante bem seco (brut ou extra brut), gele-o e deleite-se com seu chocolate. Aí, um nacional da Casa Perini Método Tradicional Brut, seria uma boa escolha. Salut.