Alta das commodities favorece Brasil e PIB deverá crescer 5,3%

Dinamismo do agronegócio brasileiro está contribuindo para a recuperação da economia em 2021; Brasil é beneficiado pela alta de preços de commodities e retomada de parceiros comerciais como EUA e China

  • Por Kellen Severo
  • 28/07/2021 10h00 - Atualizado em 28/07/2021 11h59
:GABRIELA BILÓ/ESTADÃO CONTEÚDODado que os estoques globais estão historicamente baixos, para culturas como soja e milho, por exemplo, os preços poderão continuar firmes se houver qualquer frustração e quebra de produção

O dinamismo do agronegócio brasileiro está contribuindo para a recuperação da economia em 2021. Segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI), o Brasil é um dos países que se beneficia da alta de preços de commodities e da retomada de parceiros comerciais como Estados Unidos e China, por exemplo. No documento “Perspectiva Econômica Mundial”, o FMI elevou a previsão de crescimento do PIB do Brasil de 3,7% para 5,3%. O Fundo também incrementou projeções para a economia norte-americana, de 6,4% para 7%. No caso da China, houve uma leve revisão na expectativa de 8,4% para 8,1%, o que ainda significa um robusto crescimento. China e Estados Unidos estão entre os principais destinos das exportações do agro brasileiro.

A valorização de preços de commodities agropecuárias favorece a discussão em torno da ocorrência de um eventual superciclo de alta, o que não é confirmado de forma unânime por analistas de mercado. A corrente mais comum é que a extensão do período de alta será determinada pelo volume de produção das próximas safras em grandes países participantes do mercado global. Dado que os estoques globais estão historicamente baixos, para culturas como soja e milho, por exemplo, os preços poderão continuar firmes se houver qualquer frustração e quebra de produção. Do lado da demanda, há bons sinais. Um deles vem do crescimento global, projetado pelo FMI em 6%. Outro vem do avanço em economias parceiras do Brasil. Há um horizonte promissor para a produção agrícola e isso beneficiará a economia brasileira.