Plano Safra 21/22 está congelado e corre o risco de atrasar

Congresso precisa aprovar ainda nesta semana o projeto que recompõe orçamento do governo

  • Por Kellen Severo
  • 24/05/2021 09h29
nattanan23/PixabayPlano Safra é anunciado uma vez ao ano pelo governo federal e contém definições sobre crédito e linhas de financiamento rural

O Congresso Nacional precisa aprovar ainda nesta semana o Projeto de Lei número 4, que recompõe parte do orçamento do governo, para que as regras do Plano Safra 21/22 sejam finalizadas. Se isso ocorrer, o anúncio é esperado para a primeira quinzena de junho, passando a vigorar a partir de julho. No entanto, o Plano Safra corre risco de atrasar, segundo o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária no Congresso, deputado Sergio Souza. “Nós estamos trabalhando fortemente. Nós, da FPA, estamos conversando com o governo e com os líderes do Congresso Nacional para que a gente não deixe passar dessa semana, pois atrasando uma semana a mais quer dizer que o Plano Safra também atrasará.”

O Plano Safra é anunciado uma vez ao ano pelo governo federal e nele estão definições sobre crédito e linhas de financiamento rural com subvenção da União para custeio e investimentos, por exemplo. O PLN4 que aguarda aprovação prevê a recomposição de recursos para subvenção do crédito rural que foram cortados do orçamento. Sem a definição, o Plano Safra 21/22 está congelado, assim como contratações de financiamento do atual. Desde o início do mês, o Tesouro Nacional suspendeu nos bancos a contratação de crédito subvencionado. Um total de R$ 9,4 bilhões ligados ao atual Plano Safra está represado. Segundo o deputado Sergio Souza, o projeto de lei será aprovado. “Não há risco de nós não aprovarmos o PLN4. O risco é de nós, talvez, não conseguirmos aprovar nesta semana”. A expectativa é de que o projeto, que está sob a relatoria do senador Eduardo Gomes, seja colocado em pauta nesta terça-feira.