Safra 22/23: Área de soja e milho verão crescerá 4%

Conab indica que margens positivas estimulam avanço de culturas como soja e milho; Para a segunda safra brasileira de milho e culturas de inverno 22/23, as projeções do governo apontam para aumento de área de 6% a 7%

  • Por Kellen Severo
  • 29/06/2022 09h00 - Atualizado em 29/06/2022 09h05
ROBERTO GARDINALLI/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO Colheita de milho em propriedade de pequeno porte em propriedade Expectativa é que a primeira safra registre aumento de 3% a 4% em relação ao ciclo anterior

A temporada de verão 22/23 de soja e milho, que começa em cerca de três meses, deverá ser marcada por um aumento da área plantada. De acordo com Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a expectativa é que a primeira safra registre aumento de 3% a 4% em relação ao ciclo anterior. O diretor de informações agropecuárias e políticas agrícolas da Conab, Sergio de Zen, indica que esse incremento na área deverá ser estimulado principalmente por expectativas de margens de lucro positivas, apesar da elevação dos custos de produção. A companhia de abastecimento revela que o cenário para a produtividade e produção também é otimista, diante da perspectiva apontada pela Conab de que o fenômeno La Niña não se prolongue após setembro ou outubro. O que significa, em tese, uma potencial redução do risco climático.

Para a segunda safra brasileira de milho e culturas de inverno 22/23, as projeções são ainda mais promissoras. Há uma expectativa de aumento de área de 6% a 7%. Se a produção das primeiras e segunda safras se confirmar farta,a produção de grãos total do Brasil pode saltar para o recorde de 300 milhões de toneladas Uma marca histórica que elevará o protagonismo do agro brasileiro como fornecedor global e confiável de alimentos.

*Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião da Jovem Pan.