Marco Antonio Villa: É preciso descobrir os mandantes dos assassinatos de Marielle e Anderson

  • Por Jovem Pan
  • 13/03/2019 07h44
Reprodução FacebookA questão agora é descobrir os mandantes. É gente poderosa no RJ. Provavelmente a relação não é com traficantes, mas com milicianos

PM preso disse que matou Marielle Franco porque repudiava as ideias dela. Apesar dessa versão, o Ministério Público não descarta um crime encomendado por um mandante, o que ainda está em investigação.

Tecnologia foi aliada da Polícia do Rio de Janeiro na investigação do caso Marielle Franco. Para chegar aos dois suspeitos presos nesta terça-feira (12), os investigadores vasculharam históricos da internet e analisaram 33 mil celulares que estavam na região do crime.

Além das prisões, a Polícia apreendeu 117 fuzis na investigação do caso Marielle Franco. As armas, ainda incompletas, estavam na casa de um amigo do policial Ronnie Lessa, um dos presos por suspeita de envolvimento no crime.

“Demorou um ano, mas pela longa exposição ontem feita pela Delegacia de Homicídios ele explicou detalhadamente como chegaram ao carro, o telefonema, está tudo comprovado na participação dos dois assassinos. A questão agora é descobrir os mandantes. É gente poderosa no RJ. Provavelmente a relação não é com traficantes, mas com milicianos”, diz Marco Antonio Villa.

Confira o comentário completo: