Troca de votos por cargos só ocorre na República da bandalheira

  • Por Jovem Pan
  • 08/12/2017 07h43
EFE/Joédson AlvesApesar de todo esse esforço, o Planalto ainda não tem os votos necessários, e pode deixar o tema para a última semana de trabalhos do Congresso no ano

Em troca da reforma da Previdência, Governo compromete R$ 43 bilhões, pode fazer mudança em ministério e até devolver cargos a infiéis.

Apesar de todo esse esforço, o Planalto ainda não tem os votos necessários, e pode deixar o tema para a última semana de trabalhos do Congresso no ano.

Enquanto isso, Michel Temer aposta em mais um pacote de bondades para acelerar a volta do crescimento.

O presidente deve atender a pedidos de setores como a construção civil e a indústria eletroeletrônica, para injetar dinheiro na economia e gerar empregos.

“Precisa ver que bondades vêm. Com relação à questão da votação da reforma da Previdência, dizíamos que dificilmente ela seria aprovada. Dizem que têm votos, mas dificilmente será colocada em votação na semana que vem. A troca de votos por cargos só ocorre na República da bandalheira, no Brasil”, diz Marco Antonio Villa.

Confira o comentário completo: