Homem mais rico do mundo perdeu US$ 50 bilhões em dois dias

Elon Musk resolveu promover no Twitter uma enquete sobre possível venda de 10% de suas ações na Tesla e viu o mercado reagir com rigor

  • Por Samy Dana
  • 11/11/2021 10h00 - Atualizado em 12/11/2021 22h56
Divulgação/Elon Musk: The Real Life Iron ManElon Musk ganha de salário o equivalente a R$ 11 mil, mas incrementa sua renda com bonificações

Imagine perder US$ 50 bilhões em apenas dois dias. É uma sensação que só Elon Musk, o homem mais rico do mundo, sabe como é. Esse valor, equivalente a R$ 275 bilhões, é o tamanho do rombo na fortuna dele com a queda, nas últimas segunda e terça-feira, das ações da Tesla, a montadora de carros elétricos. Os papéis sofreram, no início da semana, a pior queda em 14 meses, causada por seu CEO e principal acionista. Se recuperaram um pouco ontem, mas seguem em queda forte na soma dos três pregões.

Tudo começou depois que Elon Musk resolveu promover no Twitter uma enquete sobre se devia vender 10% de suas ações da empresa. Os fãs disseram que sim e, aparentemente, tudo não passou de uma brincadeira. Só que o mercado não achou graça, e a Tesla perdeu US$ 200 bilhões em valor de mercado. Deste montante, US$ 50 bilhões eram do bilionário. Alguns também atribuem a queda mais forte a Michael Burry, investidor retratado no filme “A Grande Aposta” e famoso por ter previsto a crise financeira de 2008.

Também no Twitter, Burry disse que a enquete era uma cortina de fumaça, assim como outra controvérsia recente de Musk, de que venderia ações para acabar com a fome no mundo. O empresário, na verdade, precisaria vender ações para pagar dívidas que contraiu para bancar despesas pessoais. Embora seja dono de uma fortuna de, agora, US$ 270 bilhões, o dono da Tesla ganha de salário o equivalente a R$ 11 mil por mês, o mesmo que um operário da montadora.

O grosso de seu patrimônio vem das bonificações em ações que recebe quando a empresa bate metas. Algo como US$ 50 milhões por mês. Só que esses papéis precisam ser vendidos para virar dinheiro, e é isso que o bilionário estaria fazendo agora. Quem não deve estar gostando nada são os acionistas da Tesla, que viram uma desvalorização forte. Porém, ninguém perdeu mais do que Elon Musk. É a pior queda da história de uma fortuna no índice de bilionários da Bloomberg. Antes, tinha sido o declínio de US$ 36 bilhões na fortuna de Jeff Bezos, da Amazon, quando anunciou o divórcio, em 2019.

*Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião da Jovem Pan.

*Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião da Jovem Pan.