Vera: Protestos contra Aras ofuscaram boa repercussão dos vetos de Bolsonaro

  • Por Jovem Pan
  • 06/09/2019 07h59
Najara Araújo/Câmara dos DeputadosPresidente deveria ter feito anúncios em dias separados

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) fez uma má escolha ao anunciar, no mesmo dia, duas decisões tão aguardadas quanto os vetos do projeto de lei do abuso de autoridade e o nome do novo Procurador-Geral da República (PGR).

O que poderia ter um potencial bom para ele, o fato de ele ter atendido à voz das ruas e dos defensores da Lava Jato, rejeitando 36 pontos do texto, acabou sendo ofuscado pela divulgação do nome de Augusto Aras para PGR, que teve uma recepção acalorada e exacerbada por todos os setores da política e da sociedade – incluindo seus próprios militantes.

Seria melhor ter separado o assunto em dois dias diferentes, para que a boa repercussão dos vetos durasse por mais tempo antes do mundo desabar. Se tivesse separado os anúncios, ele poderia explicar veto a veto, além de conversar com o presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-RJ), sobre a sessão de análise dessas rejeições, em uma melhor articulação com o Congresso.