Não devemos sair um milímetro da Constituição

  • Por Jovem Pan
  • 18/05/2017 11h13
Michel Temer EFE

Diante das delações da JBS envolvendo o presidente Michel Temer, que foi gravado em conversa com o dono da JBS Joesley Batista autorizando o pagamento de mesada para silenciar Eduardo Cunha na prisão, o comentarista Marcelo Madureira é direto: “não se deve sair um milímetro da Constituição”.

“O recomendável seria o presidente Michel Temer renunciar e se seguir a Constituição. Ou seja, eleição indireta para um mandato-tampão até 2018, quando ocorrem as eleições normalmente”, diz.

Para Madureira, sair da Constituição hoje seria um golpe. “Está na Constituição de 1988, que deve ser respeitada. Em situação de crise, temos que nos apegar às leis e à Constituição”, finaliza.

Assista ao comentário completo: