‘Criação de CPI é jogar para plateia e não vai resolver em nada’, analisa Constantino sobre aumento dos combustíveis

Presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que vai propor a formação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar o presidente da Petrobras, José Mauro Ferreira Coelho, diretores e conselheiros da estatal

  • Por Jovem Pan
  • 17/06/2022 18h16
Jim Watson / AFP Sentado, Jair Bolsonaro fala em frente à bandeiras do Brasil e dos Estados Unidos Bolsonaro criticou novo reajuste dos preços dos combustíveis

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que vai propor junto ao presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), a formação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o presidente da Petrobras, José Mauro Ferreira Coelho, diretores e conselheiros dos órgãos administrativos e fiscais da estatal. A declaração do mandatário foi uma reação ao anúncio, na manhã desta sexta-feira, 17, do aumento do preço dos combustíveis. O reajuste foi de 5,18% na gasolina e 14,26% no óleo diesel. O assunto foi tema do programa 3 em 1, da Jovem Pan, desta sexta-feira, 17. Para o comentarista Rodrigo Constantino, a criação de uma comissão desta natureza não vai resolver o problema.

“Esse tema é muito complexo e delicado. Devemos abordar com muita humildade. Entendo vários pontos de vista. Entendo os pontos dos liberais, mais dogmáticos até de mercado, dizendo que quebrar o termômetro do preço não só é péssimo para as ações dos investidores, como também de alguma forma é algo que vai gerar a escassez do produto. Por outro lado, a Petrobras é uma empresa estatal e é obvio que fica a tentação legítima de se fazer alguma política pública com isso. A pressão acontece no mundo inteiro. O preço do petróleo quase dobrou. O próprio presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pressiona as refinarias do país para aumentarem a produção e reduzirem os lucros. Mas não existe a “petro USA” no território americano. No Brasil tem a Petrobras. Então, o governo tem esse poder, teoricamente. Desta forma, vem toda a pressão política em cima do presidente, que está reagindo por conta disso. Mas os conselheiros e gestores da empresa têm regras a serem seguidas. Não podem, por uma pressão, tirar as medidas da empresa. Apesar de toda grita do presidente e da Câmara dos Deputados, é uma situação muito delicada. Tem haver com a pandemia, com a guerra na Ucrânia, é algo tão mais complexo do que culpar um ou outro. Em relação a CPI, é jogar para plateia e é obvio que também não vai resolver em nada. E o mais absurdo de tudo, para fechar, é o ex-presidente Lula falando que o PT  já provou que a Petrobras pode dar lucro. Os corruptos do petrolão que o digam”, disse.

Confira a íntegra do programa 3 em 1, da Jovem Pan, desta sexta-feira, 17: