Marc Sousa critica manifesto pela democracia: ‘Ciro Gomes é um autêntico coronel do interior’

Comentarista do programa 3 em 1, da Jovem Pan, rebateu argumento utilizado por signatários da carta de que há risco de ruptura institucional

  • Por Jovem Pan
  • 01/04/2021 17h57
Renato S. Cerqueira/Estadão ConteúdoNas eleições presidenciais de 2018, Ciro Gomes ficou na terceira colocação

O Manifesto pela Consciência Democrática, divulgado nesta quarta-feira, 31, foi tema do programa 3 em 1, da Jovem Pan, desta quinta-feira, 1º. O documento foi assinado por seis presidenciáveis: o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, o ex-ministro da Fazenda Ciro Gomes (PDT), os tucanos João Doria, governador de São Paulo, e Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, além do empresário João Amoedo (Novo) e o apresentador Luciano Huck. O texto diz que “três décadas depois da constituição de 1988, a democracia brasileira é ameaçada”. Para Marc Sousa, não há risco de ruptura institucional. O comentarista também criticou o pedetista, a quem chamou de “autêntico coronel do interior”.

“Ciro Gomes foi ministro de Lula. Ciro tenta enganar as pessoas como se fosse de centro. Não o é, Ciro é um homem de esquerda. A carta fala que a democracia brasileira está ameaçada. Eu faço uma pergunta: qual é o fato concreto? O que aconteceu de fato para termos rompimento democrático? Tem até uma bravata ou outro, palavras mal ditas, mas fato concreto não tem. Os signatários lançaram um contraponto a uma escalada autoritária que estaria em curso. Isso seria embasado na mudança nos comandos das Forças Armadas. A mudança aconteceu de forma legal, feita com base na Constituição, previsto entre os poderes do presidente da República. Esse episódio só serviu para reforçar que as Forças Armadas são instituições sólidas que refutam qualquer tipo de rompimento democrático. Esse episódio só mostrou isso. Esse pessoal que assinou a carta, o Ciro é um autentico coronel do interior, por que vem falar de democracia? Ciro é irmão daquele [o senador Cid Gomes] que jogou uma retroescavadeira em manifestantes que desaprovavam o governo dele. Ciro elogia a democracia venezuelana, basta saber onde se acha democracia na Venezuela, mas Ciro acha que é uma democracia. Ele já foi ministro do PT. Vai dizer que o Ciro Gomes é democrata?”, afirmou.