Sérgio Reis explica áudio polêmico em Brasília e diz que saiu da política para não atrapalhar a carreira

Cantor foi entrevistado no programa ‘Direto ao Ponto’ desta segunda-feira, 11, e relembrou momentos de sua carreira e de sua passagem por Brasília

  • 11/07/2022 23h00
Reprodução/ Youtube sérgio reis Músico Sérgio Reis foi o entrevista da semana no Direto ao Ponto

O cantor Sérgio Reis foi o entrevistado do ‘Direto ao Ponto‘ desta segunda-feira, 11, por Augusto Nunes e toda a bancada. O músico relembrou o episódio de áudio vazado de reunião em Brasília, em que fala sobre ‘bater’ nos ministros do Supremo. “Em Brasília, me levaram no almoço de uns empresários e falaram ‘Sérgio o que fazemos com esse STF?’, e eu disse ‘O que vocês querem? As Forças Armadas não podem entrar lá. Se vocês não querem os homens lá, porque não vão e batem em todo mundo? Vocês acham que só o Exército faz isso? Vocês são frouxos? Ou vocês não são brasileiros? Não pode ter medo”. Eu não falei que eu ia, sou um homem puro. Não tenho essa índole, tenho respeito. E aí falaram que eu falei, um homem gravou e deu toda aquela confusão”, explicou Sérgio, que emendou. “O Alexandre de Moraes mandou a Federal em casa, helicóptero em casa, ele levou meu celular, deve estar ouvindo só bobagem naquele celular”, tirou sarro. Questionado sobre seus tempos de deputado, o músico disse que não teve decepções na capital e que é amigo de todo mundo por lá. “Em Brasília se trabalha dia e noite. Tem muita gente boa lá, sou amigo de todos, de todos os partidos. Saí porque atrapalha a minha carreira, perdi muito show porque sou amigo do Bolsonaro, mas a gente tem que entender, cada um gosta de quem gosta”, completou.

Assista a íntegra da entrevista: