Spimpolo sugere que Flamengo não entre em campo contra Atlético-GO: ‘É uma vergonha’

“O Brasil quer ser mais uma vez o pioneiro em fazer lambança”, disse o repórter do Grupo Jovem Pan, após a CBF permitir que o clube goiano escale quatro jogadores que testaram positivo para Covid-19

  • Por Jovem Pan
  • 12/08/2020 14h45 - Atualizado em 12/08/2020 14h46
ReproduçãoO repórter Marcio Spimpolo é um dos integrantes da equipe de esportes da Rádio Jovem Pan

O fato de a CBF ter permitido que os quatro jogadores do Atlético-GO que testaram positivo para Covid-19 entrem em campo contra o Flamengo, nesta quarta-feira, 12, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, revoltou Marcio Spimpolo. Em participação no Esporte em Discussão, do Grupo Jovem Pan, o repórter desabafou e disse que, se fosse atleta do clube carioca, não disputaria a partida que tem início marcado para as 20h30 (de Brasilia), em Goiânia. “Se eu sou um atleta do Flamengo, chego para o presidente e digo: ‘eu não estou à vontade para jogar! Eu estou me isolando, ficando em casa, mas tem gente que não está seguindo a mesma cartilha!'”, disparou Spimpolo.

“E pior que isso: as autoridades sanitárias recomendam os 14 dias de isolamento, e aí vem um cidadão, que a gente respeita, porque é o médico do Atlético-GO, dizer que, segundo exames do clube, os jogadores não têm potencial para infectar o colega. Estão quebrando o protocolo! Isso só existe aqui! O Brasil quer ser mais uma vez o pioneiro em fazer lambança! Colocar em campo jogador com o teste positivo… É uma vergonha! É só no Brasil que acontece isso. Não deveria ser permitido os caras entrarem em campo e, já que foi permitido por meio dessa liminar, se eu sou atleta do Flamengo, não estaria seguro para enfrentar esses caras. Por isso que, se eu sou adversário, não entro em campo! O meu adversário está com teste positivo! Quem é que me comprova 100% que ele não oferece risco de contágio?”, acrescentou.

Toda a polêmica começou na noite da última terça-feira, 11, quando o secretário-geral da CBF, Walter Feldman, divulgou que quatro jogadores do Atlético-GO haviam testado positivo para Covid-19. O clube, no entanto, conseguiu o aval da CBF para escalá-los na partida contra o Flamengo. A alegação foi de que os atletas já haviam sido contaminados anteriormente e que não são mais transmissores do coronavírus. Segundo o Atlético-GO, esses jogadores estão na fase final da contaminação, com o vírus no organismo, e não apresentam risco de infectar outras pessoas. Apesar disso, o clube carioca já confirmou que entrará em campo para disputar o jogo normalmente.

Confira, abaixo, o comentário completo de Marcio Spimpolo: