Vampeta vê racha no vestiário do Flamengo de Dome: ‘É muita vaidade’

“Quando eu vejo jogador que é substituído com 20 minutos do segundo tempo e já sai de cara feia, resmungando…”, insinuou o ex-jogador e atual comentarista do Grupo Jovem Pan

  • Por Jovem Pan
  • 13/08/2020 14h51
ReproduçãoO pentacampeão mundial Vampeta é um dos comentaristas esportivos da Rádio Jovem Pan

Esqueça aquele Flamengo avassalador, que empilhava vitórias e somava mais títulos que derrotas. Ao menos por enquanto, o time rubro-negro vive situação um tanto quanto delicada: perdeu as duas partidas que disputou sob o comando de Domènec Torrent, treinador espanhol que chegou para substituir Jorge Jesus, e ocupa simplesmente a última colocação do Campeonato Brasileiro. Na última quarta-feira, 12, a equipe apresentou desempenho irreconhecível e foi superado pelo frágil Atlético-GO por 3 a 0, fora de casa. O que explica tamanha queda de rendimento?

Questionado se já há um ‘racha’ no vestiário carioca, Vampeta, ex-jogador e atual comentarista do Grupo Jovem Pan, foi enfático. “Com certeza!”, respondeu. “Os jogadores, quando são substituídos, estão saindo tudo de cara feia, gesticulando. Na estreia do Brasileiro, contra o Atlético-MG, o Gerson foi substituído e já ficou bravo… Pode ter certeza! É muita vaidade!”, acrescentou. Em participação no Esporte em Discussão desta quinta-feira, 13, o pentacampeão mundial se aprofundou na análise e disse que não se pode colocar a culpa pelos tropeços recentes do Flamengo apenas em Torrent. Segundo Vamp, o técnico mal teve tempo para mostrar trabalho.

“Gente, o cara tem dias de Flamengo. Não pode chegar assim e colocar na conta do treinador, não. No próprio Campeonato Carioca, ainda com o Jesus, depois da pausa da pandemia, o Flamengo já não vinha jogando bem. Perdeu a Taça Rio e teve sérias dificuldades para ganhar a final contra o Fluminense. Quando eu vejo jogador que é substituído com 20 minutos do segundo tempo e já sai de cara feia, resmungando… O Gerson fez isso, o Gabigol fez isso. E o cara está chegando e não conhece nada, ainda está se ambientando. Eu não gosto quando falam que são os atletas que escolhem o treinador. Aí já vira bagunça”, afirmou.

Ainda de acordo com o pentacampeão mundial, é natural que o Flamengo não tenha a mesma facilidade de 2019, quando faturou Campeonato Carioca, Campeonato Brasileiro e Copa Libertadores da América. “No ano passado, quando começou o Brasileiro, todo mundo apontava que o Palmeiras seria campeão de novo. Aí o Flamengo veio e ganhou. Agora, estava todo mundo falando que os outros iriam só brigar, porque o Flamengo seria o campeão. Não é assim”, avisou, antes de fazer uma aposta. “Tem dois caras aí que eu acho que não chegam até o ano que vem. O Daniel Alves, para mim, a não ser que o São Paulo dê uma arrancada e comece a ganhar jogos, não fica… E o treinador do Flamengo, se chegar a cinco, seis jogos com a galera enchendo o saco… Esse cara pega a mala e vai embora!”, finalizou.

Confira, abaixo, o comentário completo de Vampeta: