Advogada que pediu soltura de André do Rap estagiou em gabinete de Marco Aurélio no STF

Ana Luísa Gonçalves Rocha abriu um escritório em março deste ano com outro ex-funcionário do ministro

  • Por Jovem Pan
  • 21/10/2020 05h19 - Atualizado em 21/10/2020 08h21
Rosinei Coutinho/SCO/STFMarco Aurélio disse que "cansou da imprensa" e não comentou sobre o fato da advogada ter estagiado em seu gabinete

A advogada que pediu a soltura do megatraficante do PCC, o Primeiro Comando da Capital, André do Rap estagiou no gabinete do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), até o final do ano passado. A informação foi divulgada nesta terça-feira, 20, pelo jornal Folha de São Paulo. Ana Luísa Gonçalves Rocha, de 24 anos, assinou sozinha o pedido de soltura do chefe do PCC na Baixada Santista. E foi Marco Aurélio que acatou o pedido e concedeu o habeas corpus a André do Rap, que está foragido desde o dia 10 de outubro e é procurado pela Interpol.

Conforme revelado pela revista Crusoé, Ana Luísa também abriu um escritório em março deste ano com Eduardo Ubaldo Barbosa, outro ex-funcionário de Marco Aurélio. Barbosa ficou até fevereiro trabalhando no gabinete do ministro. Segundo a Folha de São Paulo, o ministro Marco Aurélio foi procurado, disse que “cansou da imprensa” e desligou o telefone quando questionado sobre o fato de a advogada ter estagiado em seu gabinete. O Supremo Tribunal Federal (STF) não se manifestou sobre o caso.

*Com informações do repórter Leonardo Martins