Alerj aprova instalação de câmeras nas fardas dos agentes de segurança

Projeto agora vai para sanção do governador Cláudio Castro; PL foi aprovado poucos dias após a operação no Jacarezinho que deixou 28 mortos

  • Por Jovem Pan
  • 13/05/2021 07h55 - Atualizado em 13/05/2021 10h30
Foto: CELSO BARBOSA/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO CDG20210506046 - 06/05/2021 - 16:22Esses equipamentos de filmagem terão que ter a capacidade de registrar o que o agente vê, ouve, fala e faz

Os agentes de segurança do Rio de Janeiro talvez tenham que, em breve, usar micro câmeras em suas fardas e uniformes quando estiverem fazendo operações no Estado. É o que prevê um Projeto de Lei do ex-ministro do Meio Ambiente e deputado estadual Carlos Minc, que foi aprovado na Alerj com 36 votos a favor e 14 contra, além de uma abstenção. Esse projeto diz que o Estado tem que instalar micro câmeras nos equipamentos de segurança dos agentes das forças das policias e também da Defesa Civil. Esses equipamentos de filmagem terão que ter a capacidade de registrar o que o agente vê, ouve, fala e faz.

A aprovação desse projeto acontece cerca de uma semana após a operação da Polícia Civil na favela do Jacarezinho, na zona norte da capital — a mais letal de toda a história das forças de segurança fluminenses. Houve relatos de execuções arbitrárias e sumárias por parte dos agentes da Polícia Civil. Na ocasião, 27 suspeitos morreram e um agente da Polícia Civil, identificado como André Frias. Esse projeto aprovado pela Alerj foi encaminhado ao Palácio Guanabara e o governador Claudio Castro tem até 15 dias para sancionar ou vetar a ideia.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga