Anatel adia aprovação de edital para leilão do 5G

Mesa diretora da Agência Nacional de Telecomunicações se reunirá novamente em 24 de fevereiro

  • Por Jovem Pan
  • 02/02/2021 07h59
EFE/EPA/ANDY RAINDurante o voto, o conselheiro Carlos Baigorri, declarou que apostar no 5G é investir em políticas públicas

Conselho Diretor da Anatel adia decisão sobre leilão do 5G para o fim de fevereiro. O modelo proposto em edital colocará mais de 3,7 mil faixas de conexão à venda no Brasil. O pedido de vista foi feito pelo presidente Leonardo Euler de Morais. Os conselheiros Vicente Aquino e Moisés Moreira, contudo, anteciparam o voto acompanhando integralmente o relator. Durante o voto, o conselheiro Carlos Baigorri, declarou que apostar no 5G é investir em políticas públicas. O relator da matéria ainda ressalta que a corrida dos países pela plataforma se dá pela pressa no desenvolvimento econômico, da comunicação e da tecnologia.

“O 5G não é uma opção. Temos observado no mundo todo uma corrida para ver quem lança primeiro o 5G. Porque todos percebem que o 5g é o novo alicerce da soecidade moderna e da informação.” Mesmo com o adiamento, a mesa diretora concordou que o edital deve priorizar a capacidade de levar essa tecnologia para as pequenas e médias cidades. O presidente do Conselho salientou que a plataforma é habilitadora e representa uma revolução. Para Leonardo Euler de Morais, o 5G é o mais importante avanço comunicativo das últimas décadas. A mesa diretora da Agência Nacional de Telecomunicações se reunirá novamente em 24 de fevereiro para decidir o futuro do 5G no Brasil.

*Com informações do repórter Vinícius Nunes