Anatel recebe 15 propostas para o leilão da tecnologia 5G

Pregão está marcado para o dia 4 de novembro; expectativa da União é de R$ 50 bilhões em arrecadação

  • Por Jovem Pan
  • 28/10/2021 07h15 - Atualizado em 28/10/2021 09h26
EFE/EPA/ANDY RAINUma das exigências é que o 5G esteja disponíveis nas capitais até julho de 2022

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) recebeu 15 propostas de empresas interessadas no leilão da tecnologia 5G, marcado para o dia 4 de novembro. As interessadas apresentaram os documentos necessários e garantias para os lances. Cabe, agora, a Anatel analisar os documentos. Se alguma empresa tiver pendências na documentação, ela pode ser desqualificada da disputa, que deve durar mais do que o previsto. Entre as 15 candidatas, 10 são companhias que querem prestar serviços de telefonia móvel no Brasil. A Claro, TIM e a Telefônica, proprietária da Vivo, foram as grandes operadoras que apresentaram ofertas pelos lotes do leilão. Além dessas, operadoras de médio porte e consórcio também demonstraram interesse.

A expectativa de arrecadação da União é de R$ 50 bilhões se todas as cotas forem adquiridas, R$ 10 bilhões seriam pagos pela empresa pelo direito de exploração e R$ 40 bilhões pela contrapartida exigida pelo edital. Uma das exigências é que o 5G esteja disponíveis nas capitais até julho de 2022. As vencedoras serão responsáveis por comprar e instalar todos os equipamentos necessários para transmissão e terão o direito de exploração de 20 anos. Em nora, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, afirmou que a tecnologia vai revolucionar as telecomunicações. O governo federal espera a inclusão digital de 40 milhões de brasileiros com o 5G.

*Com informações do repórter João Vitor Rocha