Governo espera arrecadar R$ 10,6 bilhões com leilão do 5G

Empresas vencedoras vão investir R$ 39,1 bilhões para cumprir as exigências previstas no edital, aprovado pelo conselho diretor da Anatel nesta sexta

  • Por Jovem Pan
  • 24/09/2021 17h05
Carolina Antunes /PRFábio Faria

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, e integrantes da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informaram nesta sexta-feira, 24, que o leilão do 5G, marcado para o dia 4 de novembro, vai movimentar R$ 49,7 bilhões. O governo federal deve arrecadar R$ 10,6 bilhões, que serão desembolsados pelas empresas vencedoras para explorar a tecnologia. Os outros R$ 39,1 bilhões serão investidos pelas companhias para cumprir as exigências previstas no edital, aprovado pelo conselho diretor da Anatel no início na manhã desta sexta. A expectativa do governo é que o 5G comece a funcionar em julho de 2022 em algumas cidades do país. No leilão vão ser oferecidas quatro faixas de frequência de internet de quinta geração, com direito de exploração de 20 anos. As empresas vencedoras terão algumas contrapartidas a serem feitas em forma de investimento, como realizar a instalação de cabos de fibra ótica na Amazônia e a construção da rede privada para o governo. As companhias também deverão cumprir alguns compromissos, como levar internet de qualidade a escolas e garantir a tecnologia 5G para todas as cidades com mais de 30 mil habitantes até 2028. Em cidades com mais de 500 mil habitantes, o prazo é julho de 2025.