Anvisa decide que ivermectina e nitazoxanida podem ser vendidas sem retenção de receita

A alteração foi adotada para garantir o acesso da população ao tratamento de verminoses e parasitoses, doenças tratadas há décadas com os medicamentos

  • Por Jovem Pan
  • 02/09/2020 07h19 - Atualizado em 03/09/2020 12h03
Em julho, estudos preliminares com a Ivermectina apresentaram bons resultados e, em agosto, o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, afirmou que tomou o vermífugo nitazoxanida no tratamento da Covid-19

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu a necessidade de retenção de receita médica para a venda de Ivermectina e Nitazoxanida em farmácias. A partir da publicação da decisão no Diário Oficial, a compra pode ser feita com a apresentação de apenas uma via, que não precisa ser armazenada pelos estabelecimentos. De acordo com a Anvisa, a Diretoria Colegiada entendeu que não há risco de desabastecimento dos medicamentos no mercado. A alteração foi adotada para garantir o acesso da população ao tratamento de verminoses e parasitoses, doenças tratadas há décadas com os medicamentos.

Em julho, estudos preliminares realizados por uma universidade da Austrália com a Ivermectina apresentaram bons resultados e, em agosto, o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, afirmou que tomou o vermífugo nitazoxanida no tratamento da Covid-19. Apesar de não ter a eficácia comprovada cientificamente, nas duas ocasiões houve redução significativa dos estoques dos medicamentos. É importante ressaltar que ainda não existe tratamento ou prevenção comprovados por órgãos de saúde nacionais e internacionais contra a doença causada pelo coronavírus.

*Com informações da repórter Nanny Cox