Aparecida está pronta na segurança e na saúde para receber fiéis, afirma secretário

Cidade recebe milhares de romeiros nesta terça-feira, 12, em função do feriado da padroeira do Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 12/10/2021 11h40 - Atualizado em 12/10/2021 12h47
ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOCom o relaxamento das restrições da pandemia, milhares de fiéis comparecem ao Santuário Nacional de Aparecida para celebrar o Dia da Padroeira do Brasil, nesta terça-feira, 12

Neste 12 de outubro, Dia de Nossa Senhora de Aparecida, considerada a padroeira do Brasil, a romaria para a cidade do Estado de São Paulo que guarda o Santuário Nacional se intensifica. Em entrevista ao Jornal da Manhã, o Secretário Municipal de Administração de Aparecida do Norte, Carlos Ivo dos Reis Sales, comentou sobre as expectativas e a realização dos eventos e missas no município no dia de hoje. Esse é o primeiro feriado da santa em que a cidade volta a receber romeiros, após o início da pandemia da Covid-19. “É com muita satisfação que o município retoma essa rotina, de receber os turistas. O ano passado foi um cenário bem diferente, com a pandemia, e hoje toda a estrutura da administração pública está voltada pra receber esses fiéis, tanto na questão de segurança pública, junto com as outras forças, tanto na questão de saúde, e, junto com o Santuário Nacional, para receber bem esses devotos que retornam à nossa cidade”, afirmou Sales.

Com uma programação de missas com capacidade reduzida de fiéis no Santuário, prevista para 2.500 pessoas por celebração, o secretário também comentou sobre as medidas de segurança que estão sendo executadas na cidade, para evitar novas infecções e surtos da Covid-19. “O Santuário Nacional adota ainda as restrições sanitárias, que a gente precisa cumprir. Mas são várias missas. Os fiéis vão ter oportunidade de assistir, com um pouco de paciência, um pouco de fé, eles vão conseguir participar desse dia grandioso dentro do Santuário Nacional”, disse. Estão previstas seis missas no Santuário e outras sete em um espaço externo ao longo do dia.

Sobre a necessidade de socorro de saúde dentro do tempo, o secretário afirmou que há diversas formas de atendimento. “O setor de dentro do Santuário é de atendimento primário e a Santa Casa do município é bem próxima, dois minutos para chegar lá. Também tem a cidade de Guaratinguetá, que fica a três minutos. Na questão de saúde, de atendimento, a gente está bem preparado com esse número grande de fiéis que vamos receber. A Polícia Militar, que tem os seus helicópteros, tem várias formas de conseguir atender, caso aconteça alguma coisa grave”, pontuou Sales.

Ele destacou ainda a importância do dia de hoje para a retomada econômica da cidade. “Aparecida vive mais de 90% do comércio. Então é uma retomada. Não é o que geralmente os comerciantes estavam acostumados, em anos anteriores, antes da pandemia, mas é uma retomada. Então, voltando as suas atividades, estão conseguindo restabelecer essa questão econômica. Nas áreas abertas do comércio, o pessoal da saúde está trabalhando de forma coerente, cumprindo os protocolos. Todo o mundo sabendo da sua importância, da sua consciência e cumprindo os protocolos, tudo aqui vai ser feito de forma normal. Os comerciantes estão muito ansiosos para que a gente consiga ser retomada, que vai ser, com certeza, gradativa. Aos poucos, eles vão conseguindo de novo manter, sustentar suas famílias de forma digna”, finalizou.