Apesar da crise, arrecadação federal acumula valor recorde no ano

No acumulado dos 11 primeiros meses, em números corrigidos pela inflação, a arrecadação de impostos somou R$ 1,7 trilhão, maior valor para o período desde 1995

  • Por Jovem Pan
  • 22/12/2021 06h34 - Atualizado em 22/12/2021 09h03
Pixabay/Creative Commons Cédulas de real dispostas sobre superfície branca Arrecadação federal atingiu R$ 157,3 bilhões em novembro, crescimento de 1,41% na comparação com o ano passado

A arrecadação federal de impostos atingiu R$ 157,3 bilhões em novembro. Os dados foram divulgados pela Receita Federal nesta terça-feira, 21. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, quando a arrecadação foi de R$ 155 bilhões, houve aumento de 1,41%. O chefe do Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros da Receita Federal, Claudemir Malaquias, lembrou que no início de 2021 houve o pagamento de débitos atrasados durante a primeira fase da pandemia. Com isso, o aumento da arrecadação do mês passado se deu com base de arrecadação mais elevada. “Não há essa visualização de que a retomada perdeu força. Na verdade, a nossa comparação é que fez necessário fazer essa consideração para entender o que está acontecendo”, disse. No acumulado dos 11 primeiros meses deste ano, em número corrigidos pela inflação, a arrecadação federal somou R$ 1,7 trilhão, maior valor para o período desde 1995.

*Com informações do repórter Fernando Martins