Banqueiro preso pela Lava Jato na semana passada deixa prisão após pagar fiança de R$ 90 mi

  • Por Jovem Pan
  • 09/08/2018 08h32
joelfotos/Pixabay Cédulas de 50 e 100 reais organizadas em espiral joelfotos/Pixabay

O banqueiro Eduardo Blas, preso na semana passada em operação desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro, deixou a cadeia nesta quarta-feira (08).

Ele pagou uma fiança milionária. O juiz Marcelo Bretas havia estabelecido um patamar de fiança de R$ 90 milhões. O banqueiro, que chegou a presidir o banco Pactual e é sócio de banco no Panamá, desembolsou o dinheiro.

Blas atuou no esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas da joalheria H. Stern, localizada em Ipanema, no RJ. Muitos clientes iam à loja para comprar joias,mas exigiam que a venda fosse sem nota fiscal.

O dinheiro arrecadado, parte vinha de Sérgio Cabral e sua quadrilha, ia para contas offshore no exterior. A remessa era feita por Blas. Depois o dinheiro sofria descaminho até ir parar nas contas da holding da joalheria.

*Informações do repórter Rodrigo Viga