Bolsonaro pode receber alta até o meio da semana

  • Por Jovem Pan
  • 16/09/2019 06h23
Reprodução/TwitterDurante o fim de semana, ele apresentou melhora no quadro clínico

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, visitou, neste domingo (15), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) que se recupera de uma cirurgia em São Paulo. Ele publicou uma foto do encontro nas redes sociais.

No registro, também aparecem a primeira-dama Michelle Bolsonaro e a esposa dele Rosângela Moro. O ministro escreveu que o “homem é forte”, se referindo ao presidente e ainda disse que os dois tiveram uma “conversa agradável” e que ele se recupera “muito bem”.

No sábado (14), o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, também passou pelo hospital, mas segundo o porta-voz da presidência, Otávio Rêgo Barros, ele “não esteve com o presidente”.

De acordo com o último boletim médico, durante o fim de semana, Bolsonaro apresentou melhora no quadro clínico. O presidente permanece “sem dor, afebril e com melhora dos movimentos intestinais”. Segundo a equipe médica do Hospital Vila Nova Star, ele apresentou boa aceitação à dieta cremosa e a alimentação endovenosa foi reduzida.

A expectativa é que o presidente receba alta até o meio da semana. Sem dar uma data, no sábado (14), o cirugião-chefe da equipe que cuida de Bolsonaro, Dr. Antônio Luiz Macedo, elogiou a melhora do paciente. “Existe uma certa dificuldade no retorno normal da função intestinal. Agora, de saúde, ele não tem nada contra ele. Nada, nada, nada. Coração perfeita, saúde perfeita, musculatura perfeita. Não tem um problema crônico que pudesse agravar a função intestinal.”

Depois que Bolsonaro receber alta, a equipe médica deve se deslocar a Brasília para fazer uma avaliação antes dele viajar aos Estados Unidos.

No domingo (15), o porta-voz da presidência da República, Otávio Rêgo Barros, disse que está mantido o planejamento para a participação de Bolsonaro na abertura da Assembleia Geral da ONU. “O doutor Macedo adiantou uma expectativa da equipe médica deslocar-se até Brasília para fazer a avaliação do sr. presidente antes da viagem à Nova York. Quando essa avaliação acontecerá nós ainda não sabemos, mas está dentro do espectro temporal de planejamento que inclui, naturalmente, também, às análises referentes à viagem. Nós estamos mantendo o planejamento  com bastante esperança de que se realize efetivamente”, afirmou.

Assembleia vai acontecer no próximo dia 24 de setembro em Nova York.

*Com informações do repórter Afonso Marangoni