Bolsonaro reafirma confiança na aprovação da PEC dos precatórios

Presidente também falou ter recebido documentos que apontam que um aumento significativo nas tarifas de transportes urbanos devem ocorrer em breve em todo o país

  • Por Jovem Pan
  • 27/11/2021 12h48
José Dias/PRO presidente Jair Bolsonaro (sem partido) esteve no Rio de Janeiro na última sexta-feira, 26

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), disse nesta sexta-feira, 26, no Rio de Janeiro, que espera que a PEC dos precatórios seja aprovada na semana que vem para viabilizar o pagamento do Auxílio Brasil de R$ 400. Bolsonaro afirmou que essa assistência social será extremamente importante para os mais pobres enfrentarem as consequências sociais e econômicas causadas pela pandemia de Covid-19. Embora ainda haja resistência por parte de alguns congressistas em torno da PEC, Bolsonaro está otimista com relação a aprovação. “Chegaram para mim documentos, informações, de que teremos uma alta considerável no preço da passagem do transportes urbanos quase que geral por conta desse aumento de combustível. Vai bater diretamente na vida do mais pobre, mais necessitado. A gente pede a Deus que consiga aprovar a PEC dos Precatórios semana que vem, para a gente poder passar de R$ 192 para R$ 400 com responsabilidade”, disse.

O presidente da República manifestou ainda a preocupação com questões econômicas como inflação e crise hídrica. Segundo Jair Bolsonaro, o governo dele precisa dar certo para beneficiar todas as classes sociais e acha que não é hora de se pensar em eleição presidencial. “Vai ter rico, pobre, classe social, agora temos certeza que dá para resolver esses problemas. Eleições, a gente vê em outubro do ano que vem. Até lá, arregaçar as mangas, trabalhar. Tem 210 milhões de pessoas no Brasil que, em grande parte, depende das políticas adotadas pelo governo”, afirmou. O presidente confirmou ainda que deve assinar a ficha de filiação ao PL, o Partido Liberal, na próxima terça-feira, 30.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga