Bradesco tem o maior lucro da América Latina no 1º semestre e supera o Itaú

Embora tenha perdido a liderança no ranking de lucro líquido, o Itaú Unibanco teve uma lucratividade maior que a do Bradesco

  • Por Jovem Pan
  • 31/08/2020 06h52 - Atualizado em 31/08/2020 09h01
Bruno Fernandes/Fotoarena/FolhapressSegundo levantamento da Economatica, o Bradesco fechou o semestre com lucro líquido de US$ 1,257 bilhão

O Bradesco superou o Itaú Unibanco e chegou ao topo da lista das companhias abertas com os maiores lucros na América Latina. Segundo levantamento realizado pela empresa de dados financeiros Economatica, o Bradesco fechou o semestre com lucro líquido de US$ 1,257 bilhão. Já o Itaú Unibanco, segundo colocado, teve ganho de US$ 1,246 bilhão. A pesquisa incluiu 582 empresas de diferentes setores que divulgaram os balanços do segundo trimestre, para compor o resultado semestral, até o dia 21. O levantamento levou em conta o lucro contábil atribuído aos acionistas, usado como base para distribuição de dividendos, e deixou de fora a parcela do resultado que vai só para os minoritários das subsidiárias.

Embora tenha perdido a liderança no ranking de lucro líquido, o Itaú Unibanco teve uma lucratividade maior que a do Bradesco. Segundo a pesquisa, o lucro líquido do Itaú representou 5,4% do patrimônio líquido ante 5,1% do Bradesco. Isso foi possível, mesmo com um lucro menor, porque o patrimônio do Itaú tem sido inferior ao do Bradesco desde o primeiro trimestre de 2019.

*Com informações do repórter Victor Brown