ButanVac também poderá ser usada contra gripe, indica secretário de São Paulo

Desenvolvida pelo Butantan, a vacina contra a Covid-19 recebeu aval da Anvisa para os primeiros testes em humanos na quarta-feira, 9; composto também deve ser ajustado para combate a novas cepas do coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 11/06/2021 07h02 - Atualizado em 11/06/2021 09h11
SUAMY BEYDOUN/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDOSegundo o Butantan, as pesquisas para uso da nova vacina contra o coronavírus e contra o vírus influenza já estão em andamento; no entanto, os resultados só devem sair no ano que vem

A Butanvac, vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo Instituto Butantan, também poderá ser usada para imunizar contra a gripe. A previsão foi feita pelo secretário da Saúde do Estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn, foi divulgada nesta quinta-feira, 10, um dia após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberar os primeiros testes do imunizante em humanos. Segundo o Butantan, as pesquisas para uso da nova vacina contra o coronavírus e contra o vírus influenza, causador da gripe, já estão em andamento. No entanto, os resultados só devem sair no ano que vem. De acordo com Gorinchteyn, outra vantagem do composto é que, por usar a mesma tecnologia da vacina contra a gripe, com atualizações regulares para proteger contra mutações, a vacina teria condições de ser ajustada para combater as variantes do coronavírus.

O secretário da Saúde também afirmou que São Paulo deve fazer um novo “Dia D” de vacinação contra a Covid-19. Cerca de 340 mil pessoas ainda não voltaram para receber a segunda dose no Estado. “Conclamar à população para que aqueles que não foram, estejam indo. Que levem seus pais, mães, avós, porque vacinar é um gesto de amor, de proteção à vida”, disse. Até esta quinta-feira, São Paulo aplicou 18 milhões 897 mil 892 de vacinas contra o coronavírus, sendo que 5.939.413 foram de segunda dose.

*Com informações da repórter Nanny Cox