Anvisa autoriza início da pesquisa clínica da vacina ButanVac

Aval da agência permite a realização de testes em humanos; imunizante é desenvolvido pelo Instituto Butantan, que já iniciou a produção

  • Por Jovem Pan
  • 09/06/2021 18h46 - Atualizado em 09/06/2021 19h00
SUAMY BEYDOUN/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDONa prática, a autorização permite a realização de testes com a vacina em humanos no Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou o início da pesquisa clínica da vacina ButanVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan, em São Paulo. Na prática, a autorização permite a realização de testes com a vacina em humanos no Brasil. Entretanto, antes de começar a vacinação dos voluntários que participarão da pesquisa, o Butantan precisará apresentar algumas informações complementares sobre testes em andamento com o imunizante. Em seguida, o instituto deverá iniciar a pesquisa com aplicação experimental da ButanVac. Para a autorização acontecer, Anvisa e Butantan trocaram informações ao longo dos meses para que a segurança dos voluntários fossem garantidas. A anuência para o início da pesquisa será publicada nesta quinta-feira, 10, no Diário Oficial da União (DOU). A pesquisa clínica de fase 1 e 2 será dividida em três partes: A, B e C. No primeiro momento, será realizada a etapa A, com 400 voluntários. Ao todo, as duas fases terão cerca de 6 mil voluntários com 18 anos ou mais. A aplicação da vacina será em duas doses, que terão um intervalo de 28 dias entre elas. O Hospital das Clínicas (FMUSP) e o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto serão responsáveis pela realização do estudo.