Ceagesp entra no programa de desestatização

  • Por Jovem Pan
  • 08/10/2019 08h13
Guilherme Rodrigues/Estadão ConteúdoO governador de São Paulo, João Doria, disse que acordo entre montadoras deve acontecer até 31 de outubro

O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), disse, nesta segunda-feira (7), que a inclusão da Ceagesp no Programa Nacional de Desestatização deu início a uma nova etapa. O decreto do governo federal determinou que caberá ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) procurar interessados na compra.

Segundo Doria, os próximos passos do processo serão definidos ainda nesta semana em reunião entre o Estado e o Ministério da Economia. “O Ceagesp vai para uma outra área, de cinco a seis vezes maior, com melhores condições de atendimento não só aos concessionários que lá estão como aos novos concessionários, e também terá proteína animal, coisa que hoje o Ceagesp não pode oferecer porque não tem espaço físico. E nessa área nós teremos a implantação do Centro Internacional de Tecnologia e Inovação (CITI)”, disse.

Ele também comentou sobre a negociação entre a Caoa e a Ford sobre compra da fábrica em São Bernardo do Campo. De acordo com o governador, o prazo para que as empresas entrem em um acordo foi estendido para o dia 31 de outubro.

“O governo do Estado de São Paulo acompanha e estimula que o entendimento seja feito, mas nós não somos intervenientes nisso. É uma ação de dois grupos privados, uma multinacional, que é a Ford, e uma nacional, que é o grupo Caoa. O prazo mutuamente entre ambos os negociadores foi estendido até 31 de outubro”, explicou.

Doria anunciou, também nesta segunda-feira (7), a liberação de R$ 125 milhões em crédito para pequenos empresários. Os recursos serão repassados a participantes do programa Empreenda Rápido do governo do Estado em parceria com o Sebrae.

O anuncio foi feito na Feira do Empreendedor, que termina nesta terça-feira (8), em São Paulo. Além dos recursos, 100 mil vagas em cursos de capacitação técnica também serão criadas.

*Com informações da repórter Natacha Mazzaro