Ciro Nogueira critica possível aliança entre Lula e Alckmin: ‘Trajetórias diferentes’

Ministro, que foi aliado do petista por anos, acredita na reeleição do presidente Jair Bolsonaro em 2022

  • Por Jovem Pan
  • 22/12/2021 11h30 - Atualizado em 22/12/2021 12h22
MATEUS BONOMI/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO O ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, participa da cerimônia de assinatura da Medida Provisória (MP) do Mercado de Combustíveis Ciro Nogueira também afirmou que tem acesso a pesquisas de opinião e que elas apontam uma chance mínima de uma terceira via no país

O ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, criticou a possibilidade de uma chapa Lula-Alckmin em 2022. Segundo ele, a aliança não deve vingar porque os dois políticos têm trajetórias e eleitores com pensamentos muito diversos. “São dois grandes homens públicos, mas que têm trajetórias de vida completamente diferentes. É igual um cruzamento de porco espinho com capivara, não sei o que vai acontecer”, afirmou o ministro, que também classificou a atual postura de Lula como uma ilusão de ótica. De acordo com Ciro, a imagem que o petista apresenta atualmente não será a mesma em um eventual novo governo. “Lula está tentando esconder a foto dele com a Dilma, se aproximar de outras situações. Mas o Lula que vai governar é o Lula da Dilma, do José Dirceu, da Gleisi. E são pessoas que a grande maioria não quer de volta”, afirmou.

Ciro Nogueira também afirmou que tem acesso a pesquisas de opinião e que elas apontam uma chance mínima de uma terceira via no país. O ministro aposta em uma reeleição do presidente Jair Bolsonaro porque, segundo ele, nunca se deixou de reeleger um presidente. “É raro aquele governante que não ganha a sua reeleição e isso que a gente vai procurar demonstrar, o que foi feito e o que poderíamos fazer nos próximos quatro anos”, afirmou. O ministro disse ainda que se identifica muito mais com Bolsonaro do que com Lula, de quem foi aliado por muitos anos.

 

 

*Com informações da repórter Iasmin Costa