Cirurgiões transplantam com sucesso o coração de porco para uma pessoa nos EUA

Procedimento demonstrou que o órgão de um animal pode continuar batendo em um humano sem rejeição imediata; resultado é revolucionário e traz esperança a milhares de pacientes em fila de espera

  • Por Jovem Pan
  • 11/01/2022 07h02 - Atualizado em 11/01/2022 10h24
Banco de imagens/Estadão Conteúdo Porco apoiado em barra de ferro e outros atrás em criação de suínos Coração de porco geneticamente modificado foi transplantado para ser humano com sucesso

Em um feito inédito na medicina, uma equipe de cirurgiões americanos transplantou o coração de um porco geneticamente modificado para um ser humano. O paciente, um homem de 57 anos chamado David Bennett, não tinha condições de receber o órgão humano. Antes da operação, David sobrevivia graças a um equipamento. Agora, diz estar ansioso para se recuperar. Segundo a Universidade de Maryland, o procedimento realizado na sexta-feira, 7, demonstrou, pela primeira vez, que o coração de um animal pode continuar batendo em uma pessoa sem rejeição imediata.

As válvulas cardíacas de um porco já são amplamente utilizadas atualmente em humanos, já que o animal é considerado um doador ideal devido ao tamanho e facilidade de reprodução. A novidade, agora, é que o porco utilizado na operação pertencia a um rebanho que passou por uma modificação genética para evitar a rejeição do órgão no paciente. O responsável pela operação, Bartney Grift, disse que o resultado é revolucionário e traz esperança a milhares de pacientes que passam anos aguardando na fila por um transplante. Só nos Estados Unidos, cerca de 110 mil pessoas estão esperando por um transplante, sendo que mais de 6 mil pacientes morrem a cada ano antes de receber o órgão.

*Com informações do repórter Fernando Martins