Com menores salários do Brasil, delegados de SP reclamam da baixa remuneração

Com valor inicial é de R$ 10.382, os delegados recebem cerca de R$ 14 mil a menos do que é remunerado no Mato Grosso

  • Por Jovem Pan
  • 07/01/2021 10h32 - Atualizado em 07/01/2021 10h37
Agência BrasilDe acordo com a presidente do sindicado, parte dos delegados e policias estão migrando para outras regiões buscando melhores salários

Delegados do Estado de São Paulo reclamam de baixos salários. Segundo levantamento, os delegados paulistas recebem os menores salários no Brasil. Atualmente, valor inicial é de R$ 10.382, cerca de R$ 14 mil a menos do que o valor pago no Estado do Mato Grosso, por exemplo. A presidente do sindicato da Polícia do Estado de São Paulo, Raquel Gallinati, explica que não há motivos para a disparidade salarial. “Não tem uma explicação razoável sabendo que o Estado de São Paulo é o estado mais rico da federação. O que chama atenção é o descaso do governo para investir na segurança pública da sua população. A partir do momento em que os policiais são devalorizados e não são reconhecidos, a gente vê que a Polícia Civil não consegue trabalhar de acordo com a sua potencialidade.”

Segundo Gallinati para equiparar os salários é necessária uma atuação do governo de João Doria. “A única forma é o governo se atentar que ele tem a obrigação de estruturar a polícia judiciária, que é quem pode combater o crime organizado e proporcionar segurança real para a população. Estamos cobrando o governo do Estado para que cumpra essa promessa. Afinal, o governador eleito prometeu que São Paulo seria o estado de melhor pagaria as suas polícias e isso não é a realidade, sabendo que iniciamos o ano de 2021 com esse ranking amargando a última colocação”, reforça.

De acordo com a presidente do sindicado, parte dos delegados e policias estão migrando para outras regiões. “Não chegamos a ganhar metade do salário de outros delegados em outros estados. Existe um grande ‘êxodo’ dos delegados de polícia e dos policiais para outros estados que pagam de forma proporcional praticamente o dobro ou até mais.” Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informa que investe na valorização, ampliação e recomposição do efetivo policial em todo o estado e que a atual gestão reajustou em 5% o piso salarial dos policiais. O comunicado também afirma também que foi equiparado o auxílio alimentação dos agentes e houve ampliação da bonificação por resultados que passa a ser bimestral.

*Com informações da repórter Mônica Simões