Com policiamento reforçado e ‘silêncio’ nos fogos, Avenida Paulista vira opção segura no Réveillon

  • Por Jovem Pan
  • 31/12/2019 07h09 - Atualizado em 31/12/2019 09h34
Reprodução A prefeitura da cidade de São Paulo espera arrecadar R$ 650 milhões com a festa desse ano

A Avenida Paulista ajusta os últimos detalhes para a festa da virada, que começa às 18h desta terça-fera (31) e vai até a 1h40 desta quarta-feira (1º). São esperadas cerca de 2 milhões de pessoas.

Entre as atrações estão a dupla Marcos e Belucci, o grupo Chiclete com Banana e o cantor Lulu Santos, que vai comandar a contagem regressiva para a chegada de 2020. A Polícia Militar (PM) e a Guarda Civil Metropolitana farão operação especial durante o evento: cerca de 1.200 policiais vão atuar na segurança da festa.

Esse é um dos fatores que agradou o motorista Nelson Monteiro, de Manaus, que pela terceira vez escolheu São Paulo para passar o Réveillon. Segundo ele, diferentemente de outras festas de fim de ano, a Virada Paulista é mais tranquila. “Sempre eu gostei da segurança, porque na verdade a Paulista dá para fechar as ruas em partes, praticamente todas, então tem como ter segurança. Não tem problema para a população”, afirma.

Já a corredora Ilenice Nascimento vai passar a virada do ano na Avenida Paulista pela primeira vez. Ela veio do Rio de Janeiro para disputar a São Silvestre. Ela garante que a sensação vai ser diferente, mas que a expectativa continua alta. “A emoção do final de ano é muito legal em qualquer lugar que você esteja”, garante.

A expectativa, no âmbito econômico, também é grande. O chefe de gabinete da secretaria de Turismo, Vicente Rosolia, afirma que, no ano passado, foram arrecadados R$ 600 milhões com a festa de Réveillon. Nesse ano, o montante esperado é de R$ 650 milhões.

Pelo segundo ano consecutivo na festa da virada em São Paulo, a tradicional queima de fogos será silenciosa. De acordo com uma lei sancionada pelo prefeito Bruno Covas (PSDB) no fim do ano passado, os foguetes de estampido estão proibidos. A ideia é não incomodar animais, idosos e pessoas internadas nos hospitais da região.

A prefeitura recomenda o uso do transporte público para quem for curtir a festa. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e a SPTrans farão operação especial desde o período da manhã para auxiliar na chegada a Avenida Paulista.

*Com informações do repórter Renan Porto