Desembargadora que atacou Marielle faz desabafo em rede social contra STF

  • Por Jovem Pan
  • 24/04/2018 09h30
Reprodução/FacebookDesta vez, o alvo dos ataques foram os magistrados do Supremo Tribunal Federal

A desembargadora Marília Castro Neves, da Justiça do Rio de Janeiro, voltou a fazer novos desabafos nas redes sociais. Desta vez, o alvo dos ataques foram os magistrados do Supremo Tribunal Federal.

Ela alegou que nunca foi filmada em carro de som, como magistrada, fazendo discurso político-partidário e desacatando o Supremo. Disse também que nunca soltou, no plantão, réu representado por seu filho, e nunca provocou um colega mais velho, apontando-lhe arma, para assumir ato de bravura.

A desembargadora afirmou ainda que não frequenta casa de swing. Os exemplos dados por Marília Castro Neves envolvem seus colegas.

Vale lembrar que há menos de uma semana, a desembargadora, que difamou Marielle Franco e uma professora com síndrome de Down, mais de um mês após da morte da vereadora, emitiu uma nota com pedido de desculpas às famílias de ambas.

Nas redes sociais, após o crime envolvendo Marielle, a desembargadora disse que a parlamentar tinha ligação com o tráfico de drogas. Depois emitiu nota oficial dizendo que reproduziu informações não checadas, mas não chegou a pedir desculpas, que só ocorreram nesta quarta.

A desembargadora também pediu desculpas à Débora Seabra. Em postagem na rede social, Marília Castro Neves fez uma crítica à professora, que obteve autorização recentemente para lecionar em colégios do País.

Apesar do pedido de desculpas, a desembargadora continua reclusa e permanece sendo alvo de críticas e ataques nas redes sociais.

*Informações do repórter Rodrigo Viga