Doria comemora retomada e garante: ‘Não tivemos, não temos e não teremos colapso na saúde’

“Já tivemos mais de 252 mil pessoas salvas pelo sistema de saúde pública, que saíram curadas. Graças à quarentena, já salvamos mais de 72 mil vidas”, contou o governador

  • Por Jovem Pan
  • 08/07/2020 08h12
Governo do Estado de São PauloDoria avaliou a reabertura gradual do comércio em SP como bem-sucedida até aqui

O governador de São Paulo, João Doria, em entrevista ao Jornal da Manhã desta quarta-feira (8), afirmou que o balanço da reabertura do comércio e restaurantes, até aqui, “é positivo”. “Uma análise da Vigilância Sanitária demonstra que houve disciplina tanto dos usuários que foram aos bares, restaurantes e cafés, quanto dos estabelecimentos, exigindo máscaras e fornecendo álcool gel, e a higienização dos locais. Até aqui, tudo sob controle, seguindo, de maneira geral, a orientação do governo.”

Segundo Doria, o estado vive um momento de “boas notícias” quanto à pandemia do novo coronavírus. No entanto, ele fez a ressalva: “Não dá para dizer que a curva [de óbitos] está descendente; no interior ainda há aumento no número de óbitos, na Baixada Santista, Capital e grande SP estamos no platô, mas ainda há atenção redobrada. Adotando as medidas do centro de contingência, quem puder ficar em casa, fique, usar máscara e respeitar o distanciamento, lavar as mãos com água e sabão, o contágio será evitado.”

O governador destacou que “não há diferença ideológica entre prefeitos e governadores”, pois “estamos todos em uma mesma guerra”, e expressou solidariedade aos locais que estão sofrendo mais com a covid-19 e disse que o Plano São Paulo foi compartilhado com secretarias de saúde de outros 8 estados. “Caberia ao governo federal, não quero criticar, mas fazer este trabalho de organização”, analisou.

“O Plano vem obtendo bom resultado. Na capital e Grande SP estamos reduzindo o número de mortos. O sistema de saúde público está preparado, não há nenhuma cidade acima de 80%, 75% na média, de leitos ocupados. Não tivemos, não temos e não teremos colapso na saúde. Isto é muito importante, a garantia de atendimento. Já tivemos mais de 252 mil pessoas salvas pelo sistema de saúde pública, que saíram curadas. Graças à quarentena, já salvamos mais de 72 mil vidas aqui no estado de SP. SP e RJ foram os dois primeiros estados a decretarem quarentena, SP foi o primeiro a compor um centro de contingência, isso nos ajudou muito, todos os estados copiaram essa referência, foi a contribuição de SP”, comemorou Doria.