Eleição na Geórgia pode definir equilíbrio de forças no Senado na terça-feira

Se os republicanos conquistarem pelo menos uma das cadeiras, eles terão pequena maioria na Casa

  • Por Jovem Pan
  • 04/01/2021 06h39
EFE/EPA/OLIVIER DOULIERYNo caso dos democratas ganharem os dois assentos, o Senado ficará dividido em 50% para cada lado

Eleitores decidem na terça-feira, 4, os dois nomes que estarão no Senado dos Estados Unidos pela Geórgia. Até a última sexta-feira, 3 milhões de eleitores já tinham ido às urnas em comparecimento recorde de votos antecipados. O segundo turno das eleições para a Casa é disputado pelos republicanos David Perdue e Kelly Loeffler e os democratas Jon Ossoff e Raphael Warnock. Se os republicanos conquistarem pelo menos uma das cadeiras, eles terão pequena maioria.

Isso pode representar obstáculos para os próximos quatro anos do presidente eleito Joe Biden. No caso dos democratas ganharem os dois assentos, o Senado ficará dividido em 50% para cada lado. Em eventuais empates, o voto de Minerva seria da vice-presidente eleita, Kamala Harris. A votação antecipada terminou na semana passada e os eleitores que quiserem participar deverão comparecer presencialmente na terça-feira, 4. Biden foi o primeiro democrata a vencer na Geórgia desde Bill Clinton, em 1992.

*Com informações da repórter Nanny Cox