Em ação integrada, estados iniciam operação de combate a crimes em fronteiras

O foco da ação será o contrabando de armas e drogas nas fronteiras do Brasil com Paraguai e Bolívia

  • Por Jovem Pan
  • 30/10/2020 05h49 - Atualizado em 30/10/2020 05h50
Policie Nacionale 78 / Twitter / ReproduçãoAo todo, mais de 20 mil agentes estão atuando nas principais rodovias e rios que ligam e cortam os estados

As polícias militares e civis de São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais iniciaram nesta quinta-feira, 29, uma operação integrada contra facções criminosas e o narcotráfico. O foco da ação será o contrabando de armas e drogas nas fronteiras do Brasil com Paraguai e Bolívia. Essas áreas são utilizadas por facções, como o PCC, para entrar com toneladas de drogas e armamentos no país. Além das forças de segurança dos quatro estados, a “Operação Divisas Integradas Três” conta ainda com o apoio da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Exército, Marinha e da Agência Nacional de Transportes Terrestres.

O general Ramon Marçal da Silva, subsecretário na Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Minas, disse que a operação também pode ajudar a localizar o megatraficante do André do Rap, que está foragido após ser solto pelo STF. Ao todo, mais de 20 mil agentes estão atuando nas principais rodovias e rios que ligam e cortam os estados. Seis mil viaturas, 17 aeronaves, drones, cães farejadores e embarcações também ajudam nas ações.

*Com informações do repórter Leonardo Martins