Embaixador da Argentina se apresenta a Bolsonaro e quer aproximação com o Brasil

Daniel Scioli informou também que os dois países trabalharão para que Bolsonaro e Alberto Fernández se encontrem até o final deste ano

  • Por Jovem Pan
  • 20/08/2020 06h12 - Atualizado em 20/08/2020 08h39
Marcos Corrêa/PRNas últimas eleições realizadas no país vizinho, no ano passado, Bolsonaro defendeu a reeleição de Maurício Macri e fez reiteradas críticas a Alberto Fernández

O embaixador da Argentina, Daniel Scioli, diz que o governo de Alberto Fernández quer ser parceiro do Brasil e deixar “desencontros” para trás. A declaração foi dada logo após uma reunião de Shioli com o presidente Jair Bolsonaro, realizada no Palácio do Planalto, nesta quarta-feira, 19. O embaixador foi ao encontro de Bolsonaro para entregar a chamada carta credencial, um procedimento protocolar que, na prática, o reconhece como representante diplomático da Argentina no Brasil. Os embaixadores da Alemanha e da Armênica também entregaram o documento na quarta-feira. O encontro entre presidente da república e o representante da Argentina, no entanto, era o mais aguardado. É bom lembrar que durante as últimas eleições realizadas no país vizinho, no ano passado, Bolsonaro defendeu a reeleição de Maurício Macri e fez reiteradas críticas a Alberto Fernández.

Na ocasião, o presidente disse, por exemplo, que o povo argentino “escolheu mal”; que os argentinos passariam a fugir para o Brasil; e que a Argentina seria “outra Venezuela” com Fernández no poder. Essas declarações já fizeram com que o mandatário argentino assumisse o cargo indisposto com Bolsonaro, que até então não havia feito qualquer aceno no sentido de melhorar a relação. De qualquer forma, segundo Daniel Scioli, a conversa com Bolsonaro foi “franca” e que as palavras dele foram “alentadoras”. Ele afirmou ainda que o presidente brasileiro leva a país vizinho “no coração”. O embaixador informou também que os dois países trabalharão para que Bolsonaro e Fernández se encontrem até o final deste ano.

*Com informações do repórter Antonio Maldonado