Empresários e parlamentares defendem parcelamento de débitos trabalhistas

Como forma de mitigar a crise causada pela pandemia, a proposta do deputado Laércio Oliveira é colocar o tema em discussão na Câmara dos Deputados

  • Por Jovem Pan
  • 09/02/2021 07h41 - Atualizado em 09/02/2021 10h10
Tiago Queiroz/Estadão ConteúdoO senador Major Olímpio também defende o parcelamento de débitos trabalhistas como uma alternativa

O Brasil precisa de uma nova modelagem trabalhista, esta é a avaliação de parlamentares e empresários. Com o cenário econômico agravado pela pandemia do coronavírus, o entendimento é que mudanças tem que ocorrer com urgência. A presidente da Federação Nacional de Infraestrutura de Redes e Telecomunicações, Vivien Suruagy, alerta para a elevação de empresas entrando com pedido de recuperação judicial e falência. “Nós estamos com pedidos de falência avançando em torno de 5,6% em janeiro e recuperação judicial avançando 30% só do ano passado para janeiro deste ano. Isso é reflexo de uma situação muito grave.”

O entendimento é que é preciso entrar na pauta o parcelamento de débitos trabalhistas. O deputado Laércio Oliveira (PP) pretende colocar o tema em discussão na Câmara dos Deputados. “A gente sofreu bastante, as empresas estão sofrendo bastante, atravessando momentos difíceis e a a gente precisa de uma correção e isso recai em encontrar uma forma de fazer o parcelamento desses débitos”, disse. O senador Major Olímpio (PSL) aponta como tem que ser a correção. “Poderia mitigar esse desespero que está ao setor produtivo nessa questão de parcelamento de débitos trabalhistas consolidados e ser a correção pelo INPC”, afirmou. Os parlamentares destacam que é preciso que o Palácio do Planalto tenha um empenho maior em desonerar a folha de pagamento para fomentar a produtividade e criar postos de trabalho.

*Com informações do repórter Daniel Lian