Empresários que abriram negócios bem sucedidos na pandemia aproveitam momento econômico

Segundo pesquisa, mais de milhões de brasileiros abriram negócios em 2020; empreender continua sendo desejo de muitos jovens no país

  • Por Jovem Pan
  • 15/11/2021 09h29 - Atualizado em 15/11/2021 13h02
Creative Commons/PexelsEspecialistas apontam que estudar antes de empreender é essencial

Promover aglomerações era o negócio do empresário Luiz Fernando Magalhães. Ele trabalhava com festas antes da pandemia, chegou a ter sete espaços para eventos e estava com a agenda lotada no início de 2020, quando tudo fechou. Como alternativa, ele começou a investir na confecção de kits corporativos para empresas. “Uma oportunidade que eu soube trabalhar, eu estudei muito sobre a logística, aprendi como enviar isso para o Brasil todo. Dia das Mães, das Crianças, Halloween, então a gente começou a pensar em todas as datas em que as pessoas presenteiam os seus colaboradores e a gente começou a criar kits específicos para essas datas”, explicou. Para este fim de ano, Luiz tem mais de 4 mil pedidos agendados e diz que mesmo que as festas voltem, não pretende largar o novo nicho. A situação tem caminhado da mesma forma para o empreendedor Renato Viotti, que é fotógrafo. Sem trabalho, ele se juntou com o irmão que também trabalhava com eventos e estava na mesma situação. Hoje, os dois tocam uma loja especializada em pudim. As vendas fizeram tanto sucesso que em um ano e meio já a dupla precisou contratar funcionários. 

“No começo era só eu e meu irmão, então a gente fazia toda a operação de atender os clientes e fazer os pudins e hoje em dia a gente já conta com mais três pessoas: duas que estão na cozinha com a gente e uma pessoa só na parte de atendimento. Hoje em dia a nossa maior dedicação é na nossa loja de pudim e é onde provavelmente a gente vai seguir daqui para frente”, analisou. Uma pesquisa feita pelo Sebrae junto com o Grupo de Monitoramento de Empreendedorismo Global coloca o Brasil na 16ª posição entre 50 países no ranking daqueles com mais iniciativas empreendedoras. Em 2020, mais de 14 milhões de brasileiros abriram um negócio, de acordo com o relatório. A pesquisa aponta ainda que empreender tem sido o desejo de muitos jovens. Dos mais de mil entrevistados, metade diz que pretende abrir um negócio num futuro próximo. Para a maioria, a motivação é financeira e com o intuito de ganhar mais. Para quem pensa em investir, a principal dica ao se tornar empresário é antes de tudo buscar orientação, entender o segmento de negócio, o público e se preparar, apostando em qualificação. 

*Com informações da repórter Carolina Abelin