Enfermeiros protestam contra decisão de Barroso que suspendeu piso salarial da categoria

Decisão monocrática e temporária do ministro vai ser analisada pelos demais magistrados, em plenário, nesta sexta-feira

  • Por Jovem Pan
  • 08/09/2022 09h21 - Atualizado em 08/09/2022 12h08
LEONARDO PRADO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO Protesto de enfermeiros em Brasília no 7 de setembro Enfermeiros protestam em Brasília no 7 de setembro contra a decisão monocrática e temporária do ministro Luis Roberto Barroso, do STF, que suspendeu o piso salarial da categoria

Em meio a uma esplanada pintada de verde e amarelo, uma multidão de branco ganhou destaque. Os profissionais de enfermagem usaram faixas e cartazes, pedindo o fim da suspensão do piso salarial da categoria determinado de maneira monocrática e provisória pelo ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal. “Estamos na rua, Barroso a culpa é sua”, gritaram. O protesto aconteceu no eixo monumental, no lado oposto aos desfiles do Dia da Independência. Desde que a regulamentação do piso salarial foi suspenso pelo STF, entidades que representam a categoria se mobilizam. Em Cuiabá, no Mato Grosso, também houve manifestação com jalecos e palavras de ordem contra Barroso; em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, a decisão do STF afeta 29 mil enfermeiros. O Conselho de Enfermagem tenta reverter a decisão sobre a demanda, que é histórica para a categoria. Nesta sexta-feira, 9, o plenário do STF vai analisar a questão para determinar se mantém a suspensão ou não.

*Com informações do repórter Bruno Pinheiro

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.