‘Espero que Supremo faça julgamento técnico e não político’, diz Francischini

Em entrevista exclusiva à Jovem Pan, deputado falou sobre expectativas para julgamentos, dizendo que ainda confia no STF e que não existe legislação sobre fake news

  • Por Jovem Pan
  • 05/06/2022 09h10 - Atualizado em 05/06/2022 15h19
Tânia Rego/Agência Brasil Fernando Francischini Julgamento sobre o caso acontecerá na terça-feira, 7

O Supremo Tribunal Federal (STF) marcou a sessão para analisar a cassação do mandato do deputado estadual Fernando Francishini (União-PR). Em entrevista exclusiva à Jovem Pan, Francischini disse não saber quais serão os votos dos ministros, mas afirmou que não existe legislação sobre fake news. “Eu não sei o voto dos outros ministros. Eu sei que estamos do lado da lei. No meu caso, com a falta de lei. Não existe legislação sobre fake news. A legislação eleitoral é muito clara, inclusive na Constituição, de que você não muda a regra do jogo depois dele ser encerrado. Criaram uma jurisprudência três anos depois da minha eleição”, disse Francischini. “Espero que o Supremo faça um julgamento técnico e jurídico, e não um julgamento político. […] Eu ainda confio no Supremo. […] Eu não acredito no que se fala por ai. Eu tenho que acreditar na Justiça e em seu poder máximo. Vamos ver na terça-feira”, continuou. O deputado foi cassado no ano passado por divulgação de fake news sobre o sistema de votação. O julgamento deve acontecer na terça-feira, 7, durante sessão sessão extraordinária do plenário virtual.