Estudo revela impacto das redes sociais na eleição dos Estados Unidos

Segundo pesquisa, 72% dos americanos com idade para votar usam ativamente perfis nas mídias sociais

  • Por Jovem Pan
  • 30/10/2020 05h18 - Atualizado em 30/10/2020 07h49
EFEA eleição dos Estados Unidos está marcada para a próxima terça-feira, 3 de novembro

Um levantamento divulgado pela plataforma Socialbakers, de soluções para otimização de performance corporativa em redes sociais, afirma que as mídias sociais estão desempenhando um papel mais importante do que nunca na corrida presidencial norte-americana.  O relatório destaca que Donald Trump e Joe Biden estão utilizando grandes orçamentos para as estratégias nas redes sociais. E indica que 72% dos cidadãos americanos com idade para votar usam ativamente as redes sociais, sendo que 69% deles utilizam somente o Facebook.

O Pre-Sales Consultant da Socialbakers, Felipe Ferrari, afirma que chama atenção o crescimento do engajamento de Biden nas redes sociais. “No início do ano, ele tinha uma relevância muito pequena e um número de interações muito menor do que o Trump, por exemplo. Porém, ao longo do ano ele foi construindo essa base, crescendo tanto em seguidores e tanto de engajamento e a gente percebe que agora, em setembro, ele consegue ter metade das interações que Trump tem, mas com um número de seguidores menor”, avalia. Felipe Ferrari explica que as redes sociais ajudam os candidatos a montar as campanhas. “Eles conseguem entender quais são as pautas e quais os temas com maior engajamento, onde eles conseguem maior compartilhamento e onde os usuários conversam mais com eles. A partir daí eles conseguir ir moldando o discurso deles e o que vão usar como plataforma para se eleger.” A eleição dos Estados Unidos está marcada para a próxima terça-feira, 3 de novembro, porém, mais de 74 milhões de americanos já votaram antecipadamente.

*Com informações do repórter Vitor Brown