Evento em São Paulo aponta caminhos para futuro da educação no Brasil no pós-pandemia

Educa Week deve priorizar o desenvolvimento das competências da formação cidadã e profissional dos estudantes; serão realizados 36 painéis, com a participação de cerca de 150 especialistas

  • Por Jovem Pan
  • 19/10/2021 08h47 - Atualizado em 19/10/2021 10h26
LEANDRO FERREIRA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOObjetivo do Educa Week é compartilhar experiências e traçar estratégias para conviver com o novo cenário que a pandemia trouxe

Começou nesta segunda-feira, 18, a sexta edição do Educa Week, um evento online e gratuito onde participam pais, estudantes, professores e gestores. O objetivo é compartilhar experiências e traçar estratégias para conviver com o novo cenário que a pandemia trouxe. O evento deve apontar caminhos para os atuais desafios da educação básica no Brasil, priorizando o desenvolvimento das competências da formação cidadã e profissional dos estudantes. A ideia é debater o futuro da educação no Brasil, promovendo conexões e trocas de experiências, com a finalidade de melhorar o ensino e a aprendizagem no país. Serão realizados 36 painéis, com a participação de cerca de 150 especialistas, entre líderes do setor, autoridades e educadores.

Ismael Rocha, diretor acadêmico do Iteduc e diretor pedagógico da Educa Week, diz que é fundamental resgatar o espaço sociocultural da escola para alunos e famílias para diminuir os impactos socioemocionais. “Nós vamos discutir esse tema a partir de políticas públicas. Ou seja, nós vamos ter pessoas do poder público, como deputados e secretários de Educação, que estão desenvolvendo políticas para mitigar, em parte, esse impacto. Vamos conversar também sobre esse tema com base em atividades que estão sendo feitas pelas principais escolas do país”, explica Rocha.

No primeiro dia de evento, o presidente da Somos Educação, Mario Ghio ,afirmou que um beneficio que surgiu com a pandemia foi a possibilidade de colher dados dos alunos e entregar uma educação quase que personalizada. “Nós podemos perceber que hoje já é possível a gente identificar com muita velocidade um aluno que está ficando para trás em uma determinada disciplina. E isso não é uma questão de percepção, não é o que o professor acha, o coordenador acha. Isso é baseado em dado e a gente pode comparar dezenas de milhares de alunos que têm a mesma idade. O Educa Week vai até o dia 23 de outubro e será transmitido ao vivo, diariamente, pelo YouTube, das 8h30 às 21 horas da noite. Para acompanhar os painéis de discussão e se inscrever basta acessar o site www.educaweek.com.br.

*Com informações do repórter Victor Moraes