Prefeitura de SP estuda ampliar auxílio-moradia para famílias em áreas de risco

Segundo o prefeito Ricardo Nunes, secretarias estudam maneiras de fazer o aumento, reduzindo o período de pagamento e dobrando o valor de R$ 400 pago atualmente durante 24 meses

  • Por Jovem Pan
  • 19/10/2021 08h33 - Atualizado em 19/10/2021 10h52
Reprodução/Facebook/PSDB/22.05.2021Auxílio de R$ 400 para aluguel pode ser ampliando para famílias que estejam em situações de risco, diz prefeito Ricardo Nunes

A Prefeitura de São Paulo quer ampliar o pagamento do auxílio-aluguel para famílias que estejam morando em zonas com risco de desabamento. Atualmente, o benefício é de R$ 400, mas a ideia do prefeito Ricardo Nunes (MDB) é modificar a regra para situações emergenciais. “O que eu pedi para a secretaria de Habitação estudar junto com a secretaria de Governo e Justiça é se é possível a gente modular isso para que ao invés de 24 meses pagando R$ 400 se a gente faça 12 meses pagando R$ 800, ou modula de uma forma ou de outra. O que eu não posso é fazer nada de forma ilegal”, disse Nunes. O prefeito afirma que tem 100 milhões de reais para as obras. Ricardo Nunes esteve, nesta segunda-feira, 18, na UBS Santa Cruz, na Vila Mariana; com a inauguração da unidade, a capital paulista conta, agora, com 469 postos. Na ocasião, a gestão anunciou que deve apresentar um novo estudo sobre o uso obrigatório de máscaras em São Paulo no dia 10 de novembro.

*Com informações da repórter Beatriz Manfredini