Ex-presidente Dilma é internada em São Paulo e passa por procedimento de cateterismo

Petista sofre de uma condição chamada forame oval patente, que é causada por um espaço na membrana que separa o átrio direito do átrio esquerdo do coração

  • Por Jovem Pan
  • 01/09/2021 07h34 - Atualizado em 01/09/2021 11h07
CRISTIANE MATTOS/O TEMPO/ESTADÃO CONTEÚDOEx-presidente Dilma Rousseff deve ficar internada até sexta-feira, 3.

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) será internada nesta quarta-feira, 1º, nos Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para passar por um cateterismo. A política realizará o procedimento em virtude de uma condição clínico-patológica que atinge o seu coração. A condição, chamada de forame oval patente, é causada por um espaço na membrana que separa o átrio direito do átrio esquerdo do órgão, O cateterismo é realizado justamente para fechar esse buraco. O procedimento dura, em média, três horas. Em maio deste ano, a ex-presidente passou mal dentro de casa e foi encaminhada para um hospital em Porto Alegre, a cidade onde ela reside. Lá, Dilma passou por uma série de exames que não apontaram nenhum problema. Em dezembro de 2018, a petista chegou a ser internada no Sírio-Libanês, onde passou por uma angioplastia, um tratamento de desobstrução das artérias do coração. Dilma deve ficar internada até sexta-feira, 3.

*Com informações da repórter Caterina Achutti